A paciência

A paciência - Histórias de encantarNuma escola dos Estados Unidos realizou-se uma experiência com crianças de quatro anos. Deu-se um rebuçado a cada uma delas com a seguinte condição: se não o comessem enquanto estavam sozinhos na aula, depois receberiam mais rebuçados.

Os nomes daquelas que não souberam esperar e comeram o rebuçado foram postos numa lista, e os daquelas que tiveram paciência – e receberam depois mais rebuçados – numa outra diferente. Ao fim de alguns anos verificou-se que as da segunda lista, a das crianças pacientes, tinham muito mais êxito na vida do que as da primeira, a das crianças impacientes.

Para triunfar é preciso saber esperar sem perder a paciência.

Aqueles que mantêm a esperança e não desesperam, atingem os seus objetivos. Por outro lado, também nos cansamos depressa das coisas que conseguimos rapidamente. E pelo contrário: quanto mais demora a cumprir-se um desejo, mais prazer se tem! A arte da paciência ensina-nos que a viagem é mais importante do que a meta. Importante é que nos sintamos bem a fazer as coisas, e que as façamos o melhor possível, sem nos deixarmos levar pela pressa.

TRUQUES PARA TER PACIÊNCIA

  1. dividir as coisas importantes em pequenas etapas;
  2. não desesperar quando alguma coisa não sair bem à primeira;
  3. não interromper os outros quando estão a falar;
  4. concentrar-se naquilo que se faz em cada momento.

Dr. Eduard Estivill e Montse Domènech

Já sou grande!

Alfragide, Lua de Papel, 2009

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.